Paraná Clube - Tri-Campeão Paranaense de 1995





A bola, sábia como é, às vezes judia da gente. Ameaça até cometer atos de injustiça. Mas, via de regra, ela premia o melhor. Em 1995, aqui no futebol paranaense, não foi diferente. Como já havia acontecido em 91, 93 e 94, também em 95, o Paraná Clube foi justiçado pela bola. Afinal, foi o time que melhor tratou a dona do jogo. O Paraná é TRI.

A façanha do tricolor da vila foi consolidada aos 45 minutos do segundo tempo da decisão, quando o meio campista Denilson, através de um petardo, cravou 1x0 na vitória contra o Coritiba. O Pinheirão, que recebeu um público total de 30.000 torcedores, explodiu numa alegria vermelha, azul e branca. Era a rotina da felicidade, que venceu a tarde fria de domingo e acabou no limiar da noite no Estádio Durival Britto, sempre embalada pelos gritos de "TRI Campeão..... TRI Campeão".

Eram 45 minutos, quando um jogador coxa vacilou na meia cancha, perdendo a bola para Paulo Miranda, que tocou para Saulo. Este, chamou a marcação da zaga e obrigou o goleiro adversário a sair do gol. Aí, Saulo tocou para Denilson que vinha de trás e encheu o pé. A bola foi como um míssil rumo ao gol. Era o gol do título. Do Tricampeonato!


FICHA TÉCNICA:

JOGO: Paraná Clube 1 x 0 Coritiba
Local: Estádio do Pinheirão
Árbitro: Luiz Carlos Pinto de Abreu
Público: 29.207

Equipe: Régis, Gil Baiano, Edinho, Ageu e Guilherme; Hélcio (Rossano), João Antonio, Paulo Miranda e Ricardinho (Denilson); Claudinho e Saulo.

Técnico: Otacílio Gonçalves

Gol: Denilson aos 45 do 2o. tempo.


Colaboração: João Arnaldo